Mais de 70 casos de violência doméstica são registrados em menos de três meses
Você Está
Início > Notícias > Destaque > Mais de 70 casos de violência doméstica são registrados em menos de três meses

Mais de 70 casos de violência doméstica são registrados em menos de três meses

Várias ocorrências envolvendo violência doméstica foram registradas nos últimos meses pelos órgãos policiais em Rosário do Sul. Conforme os casos que a Gazeta teve acesso, entre fevereiro e abril, até o dia 9, já se somam mais de 70 ocorrências, sendo que em alguns dos casos as vítimas solicitaram sua não publicação. Mais de 40 desses crimes foram registrados em fevereiro.

O caso mais recente de lesão corporal aconteceu no domingo (8), quando a vítima sofreu empurrões e escoriações pelo corpo. Outro registro foi feito referente a uma situação de ameaça, no dia 5 de abril, sendo já reiterados os fatos contra o autor de 54 anos. Na mesma data, outra mulher informou que foi agredida pelo companheiro, com puxões de cabelo, tapas e socos, além de ter sofrido com uma tentativa de sufocamento. Ela passou por exame de corpo de delito. Nas três ocasiões, as vítimas solicitaram medidas protetivas.

No dia 4 de abril, a vítima fez o registro de que seu ex-marido, de 35 anos, teria invadido o imóvel onde ela estava, proferido palavrões e feito ameaças contra ela. A mulher, no entanto, não solicitou medidas protetivas.

Leia mais notícias da editoria de Polícia

Outro registro de lesão corporal, vias de fato e ameaça consumado foi feito em 2 de abril, quando a vítima, de 33 anos, informou que foi agredida com socos e puxões de cabelo por seu companheiro de 35 anos, em outro município. Crime semelhante ocorreu no dia 1º de abril, na periferia da cidade, em que a Brigada Militar foi acionada. No local, a vítima relatou que foi agredida pelo irmão dela, um adolescente que teria chegado embriagado no imóvel, passando a brigar e agredir ela e sua mãe. A vítima informou que o menor é usuário de drogas e já teria a agredido em outras ocasiões. Ela solicitou medidas protetivas e foi encaminhada a autoexame de corpo de delito (AECD).

Antes disso, no dia 31 de março, uma mulher foi vítima de lesão corporal ao ser atingida com chutes e empurrões. No dia anterior, foi registrada uma ocorrência de ameaça consumado, que teria ocorrido no dia 12 de março. Na mesma data, uma mulher de 20 anos informou que o ex-companheiro, de 23 anos, estava lhe ameaçando e solicitou medidas protetivas.

Já no dia 28 de março, outra ocorrência de ameaça foi registrada na Polícia Civil. A vítima, de 58 anos, informou que seu ex-companheiro, da mesma idade, que não aceita a separação, passou a lhe ameaçar. Ela solicitou medidas protetivas.

Os registros envolvendo vítimas de violência doméstica em Rosário do Sul tem gerado preocupação na comunidade. No Dia Internacional da Mulher, 8 de março, a Gazeta publicou entrevista com o promotor do município, Lucas Machado, falando sobre o assunto. No mesmo mês, uma palestra abordando a mesma questão foi realizada no Teatro João Pessoa. E ainda em março, a deputada estadual Stela Farias (PT) esteve no município chamando atenção para a atuação das mulheres frente a esses abusos.

Dos 71 casos que o jornal teve acesso entre fevereiro e abril deste ano, oito aconteceram nos primeiros oito dias do mês vigente. Em março, foram 23 registros e em fevereiro, 40 – ou seja, mais de uma mulher vítima de violência por dia.

Reportagem: Julio Lemos / Gazeta de Rosário

Deixe uma resposta

Top