Você Está
Início > Notícias > Destaque > Atropelamento de jovem em Rosário do Sul é considerado homicídio culposo

Atropelamento de jovem em Rosário do Sul é considerado homicídio culposo

Após 11 anos, um homem foi condenado por homicídio culposo em Rosário do Sul, na quinta-feira passada, dia 12.

Ele foi responsável pelo atropelamento de uma jovem de 21 anos, na época, que acabou falecendo. Ainda caberia recurso da decisão.

Bruno Fernandes Mendonça, de 35 anos, foi julgado no foro da cidade. O caso envolveu a morte de Francielli Andrade Pereira, em 2011, na Avenida Coronel Sabino de Araújo, bairro Planalto. Em 05 de outubro daquele ano, a vítima foi atingida pelo carro do réu, um Audi A3, no momento em que atravessava a rua, após desembarcar do ônibus onde trabalhava como cobradora.

A jovem sofreu traumatismo craniano e foi socorrida ainda com vida, mas veio a óbito a caminho do hospital. O motorista fugiu sem prestar socorro e foi preso em flagrante horas depois, em sua casa. Após 15 dias, foi solto e respondeu ao processo em liberdade desde então.

No entanto, durante o conselho de sentença, os jurados entenderam que não houve a intenção de matar, ou seja, não houve dolo. Assim, a decisão coube ao juiz e o homem foi condenado a dois anos e oito meses de detenção, além de ter o direito de dirigir suspenso por dois meses. Como é primário, o regime inicial da pena seria aberto e foi substituído por prestação de serviços à comunidade e pagamento de multa de cinco salários mínimos vigentes, cujo valor é depositado na conta das Penas Alternativas do Foro.

Leia mais notícias da editoria de Polícia

Conforme o juiz José Leonardo Valente, que julgou o caso, a omissão de socorro foi uma causa de aumento e também foi considerada na pena. O réu ainda foi absolvido da acusação de embriaguez ao volante. Quando do fato, o acusado foi submetido a teste do etilômetro, com resultado positivo, mas já estava em casa quando foi localizado e alegou ter ingerido bebida alcoólica após o fato, e não antes de dirigir. A tese acabou aceita.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top