Você Está
Início > Notícias > Destaque > Mais casos de violência contra a mulher são registrados na cidade

Mais casos de violência contra a mulher são registrados na cidade

Entre o final do mês de outubro e o início de novembro, mais dez casos envolvendo violência contra a mulher foram registrados em Rosário do Sul. Nos mais graves, as vítimas foram agredidas e ameaçadas.  

Um dos casos, já divulgado pela Gazeta, ocorreu no dia 2 de novembro, quando um foragido do sistema prisional espancou a companheira de 21 anos, que está grávida. Ele foi preso após tentar fugir e encaminhado ao Presídio Estadual de Rosário do Sul (PERS).

O fato mais recente ocorreu no bairro Tenente Bandeira na tarde de segunda-feira (5), quando a vítima de 32 anos foi agredida pelo acusado de 37. A mulher comunicou que foi agredida e ameaçada pelo companheiro, apresentando escoriações nos dois braços. Ela disse que após a separação, seus bens estão retidos pelo acusado. Ela solicitou medidas protetivas e recebeu formulário de autoexame de corpo de delito (AECD).

Outra ocorrência envolveu uma adolescente que foi agredida pelo padrasto. A vítima relatou que vem reiteradamente sendo ameaçada de morte pelo acusado. Ela solicitou medidas protetivas de urgência. O caso teria como vítima, também, a mãe da adolescente, que é companheira do acusado.

Leia mais notícias da editoria Polícia

Uma mulher de 26 anos também solicitou medidas protetivas após ter sua casa invadida no domingo (4) pelo acusado, de 30 anos, que teria a ameaçado.

Já na madrugada de segunda-feira (5) no bairro Centenário, uma mulher foi vítima de ameaça e perturbação, tendo como autor seu ex-companheiro. A vítima solicitou medidas protetivas. Também na segunda-feira (5), a vítima informou que o acusado teria a ameaçado de morte por não aceitar a separação.

O sétimo fato ocorreu no final de outubro quando a vítima informou que seu ex-marido estaria ameaçando-a. Ela solicitou medidas protetivas. Já na oitava ocorrência de violência contra a mulher, a mulher informou que foi vítima de lesão e ameaça. O acusado também registrou ocorrências contra a mulher, afirmando que foi injuriado.

O nono e décimo caso envolvem registros com uma mulher que foi ameaçada em via pública duas vezes. A última delas ocorreu no final de outubro quando ela, ao sair do estabelecimento em que trabalha, foi seguida pelo ex-marido e ameaçada. Ela solicitou medidas protetivas.

Com os dez casos, sobe para 182 o número de registros em 2018 desde fevereiro, quando foram registrados 40 casos. Em novembro, os registros chegam a sete. Em outubro, foram onze e em setembro, 19 ocorrências.

Deixe uma resposta

Top