Você Está
Início > Notícias > Destaque > Chuvas devem ficar acima da média em dezembro no Rio Grande do Sul

Chuvas devem ficar acima da média em dezembro no Rio Grande do Sul

O 8º Distrito de Meteorologia (8º DISME) do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) em conjunto com o Centro de Pesquisas e Previsões Meteorológicas (CPPMET) da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), divulgaram um prognóstico climático para o trimestre dezembro, janeiro e fevereiro, para o Rio Grande do Sul. Conforme o boletim, a chuva ficará um pouco acima do padrão, principalmente em dezembro e fevereiro.

Segundo o boletim, a anomalia da temperatura da superfície do mar (TSM) no Pacífico Equatorial, permanece com gradativo aumento da temperatura, confirmando a presença de um El Niño fraco durante o restante da primavera e verão. O boletim também observa que no Atlântico Subtropical, entre a costa do Brasil, Uruguai e Argentina, permanece o aumento de temperatura deixando as águas quentes. O aquecimento das águas do Oceano Pacífico equatorial entre a costa peruana até o Pacífico Oeste próximo à Austrália, propicia chuva no sul do Brasil.

Leia mais notícias da editoria Geral

O prognóstico para o Rio Grande do Sul é de um El Niño fraco. “A configuração favorece a circulação dos baixos níveis da atmosfera, transportando mais umidade do Norte para o Sul do Brasil, aumentando as chuvas principalmente no oeste e norte do RS até o começo do verão. No atlântico Subtropical também possui padrões para concentração de umidade, especialmente durante o verão na parte leste e sul do RS”, diz o boletim.

A Análise detalhada do modelo estatístico DISME INMET/ CPPMet/UFPel mostra para dezembro precipitações acima do padrão em todas as regiões com destaque para o oeste do estado, região de Rosário do Sul. Em janeiro são esperadas precipitações predominantemente dentro do padrão normal na maior parte do RS. Já para fevereiro, o modelo mostra chuva pouco acima do padrão no sul e leste, e dentro do padrão nas demais áreas.

As mínimas para dezembro oscilam dentro do padrão. Já para os dois meses seguintes, o modelo mostra temperaturas mínimas um pouco acima na metade sul e dentro do padrão na metade norte do RS.

Quanto a temperaturas máximas, o modelo aponta para dezembro valores mensais pouco abaixo da média na metade oeste e dentro do padrão na parte leste. Em janeiro, o modelo aponta valores médios mensais pouco acima na parte leste e dentro do padrão nas demais regiões. Em fevereiro são esperadas temperaturas pouco acima do padrão em todas as regiões.

Fotos: Julio Lemos/Arquivo Novembro 2018

Deixe uma resposta

Top