Você Está
Início > Colunistas > DE DENTRO DO TATAME: Violência sempre desnecessária

DE DENTRO DO TATAME: Violência sempre desnecessária

No último final de semana, assistindo um evento de Arte Marcial (mais precisamente de Jiu-Jitsu), aconteceu um ato de um atleta que me fez analisar muitas coisas que estão, hoje, acontecendo no “mundo das artes marciais”, que vêm tornando, cada dia, nossa vida um pouco mais difícil. Em determinado momento (na luta principal, o que é ainda mais preocupante) um determinado atleta, com a interrupção da luta para atendimento médico por uma lesão do mesmo, ao ouvir algo de parte da torcida ou da equipe de seu adversário (uma suposta ofensa ou um suposto xingamento), partiu pra cima deste torcedor ou membro da equipe adversária, causando uma “briga generalizada (não tão generalizada, mas mais concentrada entre este “atleta” e torcedores)”, em um evento que estava sendo transmitindo, via internet, para o mundo todo. Essa briga acabou por desclassificar (nada mais justo) este atleta e dando a vitória ao seu adversário. Isso, sinceramente, era algo que eu não via já há bastante tempo em competições de artes marciais, trazendo à tona algo que não acontecia desde o final dos anos 80 e início dos anos 90.

Você precisa iniciar uma sessão para visualizar o restante do conteúdo.Por favor, . Você ainda não possui uma conta de usuário? Cadastre-se!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top