Você Está
Início > Notícias > Defesa do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora mobiliza lideranças rosarienses

Defesa do Hospital Nossa Senhora Auxiliadora mobiliza lideranças rosarienses

Na próxima quarta-feira (8), a Assembleia Legislativa, em Porto Alegre, deve ser palco de manifestações sobre repasses do estado para o Hospital de Caridade Nossa Senhora Auxiliadora (HCNSA), em Rosário do Sul. O assunto deve ser abordado na Comissão de Saúde e Meio ambiente, que deve relatar o atraso das verbas, que já soma três meses.

Na última quarta-feira (1º), representantes da classe política e da comunidade do município reuniram-se no Centro Empresarial de Rosário do Sul para tratar das mobilizações em relação à manutenção da casa de saúde. O administrador do HCNSA, Jorge Oliveira, presente na ocasião, informou à Gazeta que o Estado pagou os incentivos até julho deste ano, estando em aberto ainda agosto, setembro e agora outubro. O total em atraso somaria cerca de R$ 580 mil, sendo aproximadamente R$ 194 mil por mês. “Nossa situação continua grave. Dois meses de incentivo atrasado já impacta diretamente nas finanças. Todos os compromissos acabam atrasados”, declarou ele.

Uma audiência também foi marcada pelo vereador Edmundo Coelho da Rosa (PSB) com a deputada estadual Liziane Bayer (PSB), relatora do orçamento do estado 2018, sobre a emenda de R$ 3 milhões apresentada pelo deputado estadual Valdeci Oliveira (PT), que podem ser destinados ao HCNSA. “Avaliamos que é importante uma forte representação na Assembleia Legislativa na próxima semana e nos organizamos para uma maior mobilização e participação nas agendas”, informou Fernando Pigatto, coordenador regional do mandato do deputado Valdeci.

Também estiveram presentes na reunião o secretário municipal de Saúde, Marcio Valles, a presidente da Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores, Maria Eugênia (PDT), o presidente do SindiSaúde, Marcio Santana, e o Conselheiro Fiscal Leonardo Badinelli, e representantes de entidades mantenedoras do hospital: Fernando Mahmud, presidente do Centro Empresarial, Roberto Alves, presidente do Rotary Club Centro, e José Antonio Vieira, presidente do Conselho Deliberativo da União de Vilas e Bairros.

Salários dos médicos

As dificuldades financeiras enfrentadas pelo Hospital de Caridade Nossa Senhora Auxiliadora (HCNSA) também acarretaram em atrasos no pagamento dos salários dos médicos que atendem na entidade. Segundo o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (Simers) os profissionais receberam em outubro os valores em atraso relativos aos sobreavisos. A dívida com a instituição era de três meses.

Conforme o Simers, o pagamento ocorreu depois que os profissionais notificaram a direção do hospital de que iriam rescindir seus contratos em um período de 30 dias. No início do mês passado, os profissionais de três especialidades – clínica geral, obstetrícia e pediatria – reuniram-se com o Simers para tratar do problema.

O gestor do HCNSA, Jorge Oliveira, informou à Gazeta que os sobreavisos são quitados por meio de repasses da Prefeitura Municipal, mas que o pagamento atualmente está em dia.

Fotos: Divulgação

 

Deixe uma resposta

Top