Você Está
Início > Notícias > Homem investigado por abigeato é preso em Dom Pedrito

Homem investigado por abigeato é preso em Dom Pedrito

A Delegacia Especializada na Repressão aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab), com apoio de agentes da DP de Dom Pedrito, cumpriu na manhã desta quarta-feira (9), a prisão preventiva de um homem investigado por abigeato. A ação é um desdobramento da Operação Santa Maria, realizada pela Polícia Civil no município de Dom Pedrito na última sexta-feira (4).

De acordo com os policiais da Decrab, o homem é suspeito de integrar um bando criminoso responsável pelo furto abigeato na forma de carneada de pelo menos 14 animais bovinos entre os meses de dezembro e abril. Ele também teria participado de vários furtos arrombamentos a propriedades rurais e urbanas.

O inquérito policial que originou a operação Santa Maria encontra-se em fase de conclusão e será remetido ao Poder Judiciário nos próximos dias. O pedido da prisão preventiva do suspeito foi decretado pela 2ª Vara Judicial de Dom Pedrito.

Animais apreendidos pela Força-Tarefa de Combate ao Abigeato e Crimes Rurais foram leiloados

No último dia 27 aconteceu o primeiro leilão, com autorização judicial, de gado apreendido pela Força-Tarefa de Combate ao Abigeato e Crimes Rurais. A venda de 13 bovinos aconteceu em Dom Pedrito. Os animais, que seriam produtos de furto, haviam sido apreendidos no município de Bagé, em dezembro de 2017.

Leia mais notícias da editoria Polícia 

O leilão foi realizado no Parque do Sindicato Rural de Dom Pedrito. O lote apreendido era maior, porém, alguns animais tiveram sua propriedade identificada durante as investigações. A operação resultou no indiciamento de um homem por receptação.

Leilão aconteceu no Parque do Sindicato Rural de Dom Pedrito

Em entrevista ao Qwerty Portal de Notícias, o inspetor Patrício Antunes explicou que após a apreensão em Bagé, o gado foi levado para Dom Pedrito, onde permaneceu depositado no Parque do Sindicato Rural até que a justiça determinasse o leilão. “Os recursos serão depositados em uma conta judicial que vai aguardar até o término do processo. Ao final, esse recurso será destinado ao combate ao abigeato, com verba destinada à Secretaria de Segurança Pública”, declarou. “O trabalho da Força Tarefa segue do mesmo modo que vinha sendo realizado, agora com o nome de Delegacia de Repressão aos Crimes Rurais e ao Abigeato, com uma estrutura física, que nós não tínhamos”, completou ele.

Com informações do Qwerty Portal de Notícias

Fotos: Qwerty Portal de Notícias / Divulgação
Decrab / Divulgação

Deixe uma resposta

Top