Você Está
Início > Notícias > Destaque > Mais casos de violência contra a mulher são registrados na cidade

Mais casos de violência contra a mulher são registrados na cidade

Novos registros aumentam as estatísticas de violência contra a mulher em Rosário do Sul. Outros cinco casos de agressão física e ameaças contra as vítimas ocorreram entre os meses de abril e maio. Destes, três foram registrados no início deste mês. Os outros dois, somados aos demais ocorridos em abril, totalizam 18 casos somente neste período.

As ocorrências registradas em maio trazem relatos de agressões físicas. A mais recente ocorreu na noite de domingo (6) e envolveu ameaça consumada. Conforme o registro, a vítima de 42 anos, informou que o acusado, de 55, que lhe agride física e verbalmente, a ameaçou de morte. Ela solicitou as medidas protetivas na Lei Maria da Penha.

Na mesma data, durante a madrugada, ocorreu o espancamento de uma mulher, que foi agredida pelo namorado. Ele a deixou com lesões pelo corpo. Além disso, o homem também teria ameaçado a companheira de morte. A vítima solicitou medidas protetivas e recebeu o formulário de autoexame de corpo de delito (AECD).

Já na última sexta-feira (4), um adolescente de 16 anos, que seria dependente químico, provocou ferimentos na mãe, de 51 anos, e na irmã, de 24. Conforme o registro, o jovem teria chegado em casa, em um bairro da zona sul,  e iniciado uma discussão, solicitando os telefones das vítimas. Ele teria agredido a irmã na cabeça com uma pedra, e posteriormente, atingiu ela e a mãe com garrafadas. As vítimas solicitaram medidas protetivas contra o adolescente, que é reincidente em casos de violência doméstica.

Outros crimes contra mulheres ocorreram no mês de abril, um deles com vias de fato e violação de domicílio. O caso foi registrado pela vítima, uma mulher de 26 anos, no dia 28. Às 2h50 ela teve seu imóvel violado pelo acusado, de 44 anos, que quebrou objetos após tentar agredir a vítima. Ela também solicitou medidas protetivas.

Já na madrugada de 30 de abril, ocorreu um caso de lesão corporal envolvendo a vítima, que teve o pescoço apertado pelo acusado, restando com dores e sangramento na cabeça.

Os crimes de violência contra a mulher que a reportagem da Gazeta teve acesso somam 87 ocorrências desde o mês de fevereiro deste ano. Em abril foram 18 casos; em março 23; e em fevereiro 40.

Mulher é agredida três vezes por casal de inquilinos

Outras três ocorrências envolvem lesão corporal consumada, tendo uma única mulher, de 63 anos, como vítima. O primeiro fato teria ocorrido em 20 de abril e foi registrado no dia 5 de maio. Conforme o registro, a vítima acionou a Brigada Militar após ter sido atacada por uma mulher desconhecida, que teria lhe agredido com chutes e socos.

Os outros dois registros foram feitos por ela na Polícia Civil, posteriormente. No dia 22 de abril, ela foi novamente lesionada, desta vez no bairro Jardim Paraíso. De acordo com ela, uma mulher de 21 anos e o marido dela, também de 21, que são locadores de um imóvel da vítima e não teriam efetuado o pagamento há dois meses, teriam ameaçado a senhora e a deixado com marcas de agressão em um dos braços.

Já no dia 24 do mesmo mês, ela registrou nova ocorrência de lesão corporal e vias de fato contra o mesmo casal. Segundo a mulher, os dois teriam atacado-a com tapas e arranhões, em via pública. Um vizinho teria presenciado os fatos.

Em ambas as ocorrências, ela foi encaminhada para o autoexame de corpo de delito (AECD).

Foto: Imagem Ilustrativa

Deixe uma resposta

Top