Você Está
Início > Notícias > Cidade > Mais de três mil cidadãos de Rosário do Sul votaram na Consulta Popular

Mais de três mil cidadãos de Rosário do Sul votaram na Consulta Popular

Os números oficiais ainda não foram divulgados pelo Conselho Regional de Desenvolvimento (Corede) da Fronteira Oeste, mas uma contabilização preliminar já garante três prioridades regionais na Consulta Popular 2017 para Rosário do Sul. Com mais de três mil votos, o município dobra o número necessário e deve receber recursos do Governo do Estado. Com a participação da comunidade, a cidade tem direito a R$ 250 mil para investir em Saúde, Desenvolvimento Rural e Turismo Regional.

A votação ocorreu na última semana. De terça até quinta-feira (1º a 03), a comunidade rosariense pôde escolher uma entre quatro prioridades para a Região Fronteira Oeste, mas em nível local. Eram necessários 1.600 votos para que o município garantisse uma parcela dos recursos oriundos do governo estadual.

Cerca de 50 agentes percorreram a cidade com celulares aptos para registrar os votos de cada eleitor. Além deles, um computador foi disponibilizado no saguão da Prefeitura Municipal.

Conforme informações preliminares da Secretaria Municipal de Coordenação, Planejamento e Meio Ambiente, a cidade receberá R$ 74 mil para o Hospital de Caridade Nossa Senhora Auxiliadora (HCNSA), R$ 34 mil para a Secretaria Municipal de Saúde, R$ 68 mil para o Desenvolvimento Rural e R$ 74 mil para a Regionalização do Turismo. Os valores fazem parte do pacote de R$ 60 milhões que serão divididos entre as 28 regiões do Estado. Na Região Fronteira Oeste, são mais de R$ 880 mil para as 12 cidades que participaram do processo. Os números serão divulgados, oficialmente, na quinta-feira (09), pelo site do Corede.

Para o secretário de Planejamento, Marcos Paulo Silva, Rosário demonstrou sua força ao alcançar mais de 9% dos votos da população. “Isto se deve um trabalho intenso dos funcionários do HCNSA e secretarias de Planejamento, Saúde, Turismo e Agricultura que estiveram buscando voto a voto junto a nossa população”, avalia.

Na sequencia, os municípios têm até abril de 2018 para apresentar os planos de trabalho de cada área contemplada.

As propostas

– Saúde

Ampliação, reforma e aquisição de equipamentos para estabelecimentos de saúde, vinculados aos SUS – unidades básicas, unidades de média complexidade e hospitalares.

– Cultura, Turismo e Esportes

Plano de Desenvolvimento Turístico e Regional (Regionalização do Turismo)

– Agricultura

Pavimentação urbana e rural para melhorar o acesso aos municípios.

– Desenvolvimento Rural

Apoio ao desenvolvimento da Agricultura Familiar.

A importância da Consulta Popular

A Consulta Popular é uma votação anual do governo gaúcho em que todos os eleitores podem eleger quais obras, projetos ou demandas serão contempladas. Ou seja, com o voto, o município tem a opção de decidir onde serão investidos parte dos recursos do Rio Grande do Sul.

Reportagem: Natalia Apoitia / Gazeta de Rosário
Foto: Rhayza Moreira / Gazeta de Rosário

Deixe uma resposta

Top