Você Está
Início > Notícias > Destaque > Moradores de Rosário do Sul sofrem emboscada na Serra Gaúcha

Moradores de Rosário do Sul sofrem emboscada na Serra Gaúcha

Três homens, dois moradores e um natural de Rosário do Sul, foram vítimas de uma emboscada durante a negociação de venda de veículos agrícolas na Serra Gaúcha, na tarde desta quinta-feira (28). Eles conseguiram escapar, mas os produtos foram roubados. Posteriormente, os veículos foram recuperados. Um dos quatro criminosos que teriam participado da ação acabou morto.

Conforme o Jornal O Pioneiro, o crime ocorreu por volta das 16h de quinta-feira (28), quando três homens levavam dois tratores negociados pela internet. O caminhoneiro de 42 anos, seu cunhado de 38 anos e um amigo de 35 anos encontraram-se com os supostos compradores em um posto de gasolina em Serafina Corrêa. Em seguida, foram rendidos por quatro homens armados.

Um dos criminosos levou o caminhão com os tratores e os demais levaram as vítimas para um matagal em Nova Bassano. Lá, elas ficaram vigiadas por dois dos assaltantes e acabaram entrando em luta corporal com os mesmos, em um momento de distração dos criminosos e em que um deles teria se afastado. No confronto, um criminoso morreu e duas vítimas foram baleadas, que conseguiram fugir. Mais detalhes sobre as circunstâncias da morte do suspeito não foram divulgados.

Leia mais notícias da editoria Polícia

O caminhoneiro, natural do Paraná, mas há anos morador de Rosário do Sul, foi um dos feridos, junto com seu cunhado, que é natural de São Francisco, mas também morador de Rosário. Este último passou por cirurgia nesta sexta-feira (1º) em São Gabriel. Os dois foram atendidos no hospital de Nova Bassano. O terceiro homem, que é natural de Rosário do Sul, não ficou ferido.

Policiais Rodoviários Federais e soldados da Brigada Militar recuperaram ainda na quinta-feira o caminhão trator, o semi-reboque e os dois tratores que tinham sido levados pelos criminosos. Os veículos estavam escondidos no vale do Rio das Antas, junto à BR 470, em Bento Gonçalves. Um revólver calibre 38 usado pelos criminosos também foi apreendido, mas os criminosos ainda não foram encontrados.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, liderado pelo delegado Marcelo dos Santos Ferrugem, que já atuou em Rosário do Sul como titular da DPPA, entre o final dos anos 1990 e início dos anos 2000. A reportagem da Gazeta contatou o delegado nesta sexta-feira. Conforme Ferrugem, após os depoimentos das vítimas, a primeira diligência já seria feita na manhã desta sexta-feira para a busca e identificação dos criminosos. Ao Jornal O Pioneiro, o delegado explicou que a negociação ocorreu por meio de um site de vendas conhecido. “Em princípio, era tudo aparentemente legal, com registro em cartório, inclusive. Agora, trabalhamos para identificar o homem que iniciou as negociações”, disse Ferrugem ao jornal.

Foto:PRF / divulgação

Deixe uma resposta

Top