Você Está
Início > Notícias > Destaque > Morre jovem espancado por grupo em Rosário do Sul

Morre jovem espancado por grupo em Rosário do Sul

O jovem Eduardo Fernandes Müller, 22 anos, faleceu na madrugada deste domingo (12), na Santa Casa de Uruguaiana. Ele foi vítima de espancamento no último domingo (5), em Rosário do Sul, e passou uma semana internado, em coma, mas não resistiu aos ferimentos. A vítima sofreu traumatismo craniano e hemorragia. Dois dos acusados pelo crime já estão presos.

Müller faleceu aos 22 anos. Foto: Divulgação

Müller foi atacado por um grupo de pelo menos cinco pessoas, que usaram de pedras para espancá-lo (foto). Os suspeitos confessaram o crime logo após o fato, por volta das 3h do último domingo, na rua Rio Branco. Eles foram abordados pela Brigada Militar nas proximidades do acontecimento e foram identificados como dois maiores, de 18 e 19 anos, e três menores, dois de 15 e um de 17 anos. Na ocasião, o grupo foi encaminhado para a Delegacia de Polícia, onde foi feito o registro de tentativa de homicídio e todos foram liberados.

Durante a semana, a Polícia Civil colheu depoimento dos envolvidos e o Poder Judiciário acatou o pedido de prisão preventiva dos dois maiores. Eles foram presos na tarde de sexta-feira (10), no bairro Centenário, onde residem. Ambos foram recolhidos ao Presídio Estadual de Rosário do Sul. Os três menores seguiam em liberdade até a publicação dessa notícia.

A vítima foi encaminhada pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital de Caridade Nossa Senhora Auxiliadora (HCNSA), onde ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), até ser transferido para a Santa Casa de Uruguaiana. Em coma durante uma semana, o quadro de Müller não apresentou melhora e a morte cerebral foi confirmada na madrugada deste domingo (12).

O velório do rapaz acontece hoje, às 17h, na Funerária Angelus e a previsão para o sepultamento é às 9h de segunda-feira (13), no Cemitério São Sebastião. Müller foi a quinta vitima de homicídio em Rosário do Sul neste ano de 2017.

Dois acusados foram presos. Foto: Polícia Civil / Divulgação

Dupla perda familiar

O crime teve outras consequências trágicas na família da vítima. Uma das irmãs de Müller, que estava no 5º mês de gestação, sofreu complicações na gravidez devido ao choque emocional e foi internada no HCNSA. Ela acabou perdendo o bebê na madrugada da última terça-feira (7). O cunhado de Müller, pai da criança, relatou a perda em publicação nas redes sociais. “Essa noite perdi meu filho Carlos, o qual estava em gestação de 5 meses, tudo em virtude do choque emocional que minha esposa sofreu com a brutal ocorrência envolvendo seu irmão Eduardo”, escreveu.

Cinco homicídios foram registrados em Rosário do Sul em 2017

O ano de 2017 soma cinco homicídios registrados em Rosário do Sul. Além de Müller, foram vítimas a dona de casa Evanir Furtado Peixe, de 38 anos, João Carlos da Silva, 69 anos, Alfredo Rodrigues Machado, 55, e Tafarel Leonardo de Souza, 28.

O feminicídio aconteceu no bairro Vila Nova, na madrugada de 20 de agosto, cometido pelo esposo da vítima. O casal estava separado e o marido, Eliandro Rodrigues Peixe, de 45 anos, não teria aceitado a decisão. Ele abordou a mulher na casa do seu cunhado e disparou tiros de arma de fogo contra ela. Após, cometeu suicídio atirando contra si.

Já Da Silva faleceu na Santa Casa de São Gabriel, duas semanas após ter sido espancado em sua propriedade no bairro Presidente Vargas, dia 03 de agosto, onde foi vítima de latrocínio. Os autores ainda não foram identificados.

A quarta vítima, Machado foi morto em uma propriedade rural no Campo Seco, dia 28 de maio, após uma briga familiar. O enteado foi preso, apontado como autor, e a companheira da vítima, como mandante do crime.

O primeiro caso do ano aconteceu em abril, quando De Souza faleceu alguns dias após ter sido esfaqueado no interior do Cemitério Municipal. O autor do crime foi preso pela Polícia Civil. A motivação teria sido uma desavença devido a um suposto furto de R$ 30 da residência do acusado.

Reportagem: Julio Lemos / Gazeta de Rosário
Fotos: Brigada Militar e Polícia Civil / Divulgação

Deixe uma resposta

Top