Você Está
Início > Notícias > Cidade > Morre policial militar rosariense baleado em Canoas

Morre policial militar rosariense baleado em Canoas

Foi sepultado na tarde de segunda-feira (15), em Rosário do Sul, o policial militar Bruno Rodrigues de Souza, de 34 anos, falecido na madrugada de domingo (14), em Canoas. Bruno permaneceu internado por algumas semanas, após ter sido atingido por disparos de arma de fogo.

Rodrigues estava há 9 anos na Brigada Militar – Foto: reprodução

A nota de falecimento foi expedida no início da manhã de domingo (14) pela Brigada Militar e rapidamente foi divulgada por grupos de redes sociais, onde familiares e colegas se solidarizaram com o falecimento de PM.

O Soldado Rodrigues atuava no 15º Batalhão de Polícia Montada, em Canoas, onde servia desde oito de outubro de 2009. Na noite do crime, em 27 de setembro, ele estava em seu automóvel no bairro Nossa Senhora das Graças, quando dois homens se aproximaram e atiraram contra a vítima. Os criminosos fugiram sem levar nada em outro veículo, dirigido por um terceiro envolvido.

Rodrigues chegou a caminhar cerca de 100 metros buscando socorro em um posto de combustíveis. Ele foi encaminhado ao Hospital de Pronto Socorro de Canoas, onde passou por cirurgia e seguia internado no Centro de Terapia Intensiva (CTI).

Campanhas de arrecadação de sangue foram feitas pelas redes sociais e por colegas do 15º Batalhão, além de uma partida de futebol beneficente que acabou cancelada. A Polícia Civil de Canoas investiga o crime e os três acusados.

O corpo de Rodrigues foi transladado para Rosário do Sul onde o velório iniciou no final da noite de domingo. Familiares, colegas e amigos realizaram as últimas homenagens. Ele foi sepultado às 17h com honras militares, no Cemitério Municipal São Sebastião. Rodrigues deixa viúva e dois filhos, uma menina de nove meses e um menino de 11 anos.

O corpo de Rodrigues foi levado no caminhão do Corpo de Bombeiros. Com sirenes e giroflex ligados, as viaturas dos bombeiros e da Brigada abriram o cortejo. Na frente do portão principal do cemitério, colegas de Rodrigues, do 15º Batalhão de Polícia Montada de Canoas, realizaram as honras militares com salva de tiros durante a passagem do féretro. No interior do cemitério em meio ao silêncio, o toque do clarim soou no momento da despedida. O irmão de Rodrigues e um membro da Brigada Militar falaram palavras de conforto e agradecimento. Uma salva de palmas e uma oração encerraram a cerimônia.

Leia mais notícias da editoria Cidade

O Soldado Tiago Pereira Rosado, que também serve à Brigada Militar na região metropolitana, falou com a reportagem da Gazeta. Ele foi ex-colega de aula, colega de Exército e após, incorporou na Brigada Militar junto a Rodrigues. “Não há palavras. Só Deus mesmo para confortar sua família neste momento triste. (…) Um baita profissional e acima de tudo, um grande ser humano. Descanse em paz meu irmão e fique com Deus”, disse Rosado. Pelas redes sociais, familiares e policiais expressaram sua tristeza e indignação com a morte do PM rosariense.

Reportagem e fotos: Julio Lemos / Gazeta de Rosário

Deixe uma resposta

Top