Você Está
Início > Notícias > Motorista colide em poste em caso de embriaguez ao volante

Motorista colide em poste em caso de embriaguez ao volante

Na noite da última quinta-feira (10) um acidente de trânsito envolveu embriaguez ao volante e dano ao patrimônio público em Rosário do Sul. A Brigada Militar atendeu o caso, que ocorreu na Rua Voluntários da Pátria, centro da cidade. O motorista, que não possuía habilitação, apresentava sinais de embriaguez. Foi confeccionado um termo de prova testemunhal, já que o condutor recusou-se a realizar o teste do etilômetro.

A BM foi acionada às 22h10 para atender a ocorrência, no trecho entre as ruas Floriano Peixoto e Rio Branco. No local estava um veículo Fiat Palio Fire Flex, com placas de Santana do Livramento. O motorista havia colidido contra um poste de iluminação pública e estava no meio da pista, sem condições de trafegar.

O homem, de 38 anos, não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e estaria com sintomas de embriaguez. No veículo também estava a filha dele, uma criança de 4 anos, que não ficou lesionada. O condutor apresentava uma pequena escoriação na cabeça. O Corpo de Bombeiros também prestou atendimento.

O acusado foi conduzido para o Posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF), onde ele se negou a realizar o teste do etilômetro. Um termo de prova testemunhal de embriaguez foi realizado pela guarnição da BM contra o acusado. O homem teve ainda seu veículo recolhido ao depósito do Detran.

Leia mais notícias da editoria de Polícia

Um funcionário da Prefeitura Municipal esteve no local do acidente para averiguar o dano no poste. Foi constatado que o objeto estava inclinado e poderia tombar. Por isso, teve de ser retirado do local posteriormente.

O caso foi registrado como embriaguez ao volante e dano ao patrimônio público. Com este, já são dois registros envolvendo bebidas alcoólicas e direção em maio – mesmo número registrado em abril. Segundo levantamento da Gazeta, o ano de 2018 já contabiliza 16 casos do tipo. Ano passado, foram 52 ocorrências contra 39 no ano anterior.

Deixe uma resposta

Top