Você Está
Início > Notícias > Cidade > “Práticas Integrativas como Tecnologias de Cuidado” é tema de palestra

“Práticas Integrativas como Tecnologias de Cuidado” é tema de palestra

Na manhã desta terça-feira (15), a Administração Municipal promoveu uma palestra com o tema “Práticas Integrativas como Tecnologia de Cuidados”. Quem palestrou sobre o assunto foi a professora doutora e coordenadora de Política Estadual de Práticas Integrativas e Saúde (Pepic), Márcia da Silva Jacobsen. O evento faz parte da programação da 38ª Feira do Livro de Rosário do Sul.

A doutora explica que as Práticas Integrativas e Complementares (PICs) são procedimentos terapêuticos que promovem prevenção, promoção e tratamento na área da saúde. As PICs propõem o resgate das práticas mais antigas, sem negar os avanços da medicina convencional. “São técnicas que estimulam o organismo a ter uma resposta mais natural, não se tem o uso de medicamento, são recursos menos invasivos ao corpo. Além disso, são econômicas, pois são técnicas de pouco custo à saúde”, explicou Márcia. “As PICs evitam o surgimento de doenças que muitas delas são de fundo emocional, de estado mental do indivíduo. Às vezes ele só precisa de um reequilíbrio energético”, salientou a doutora, a qual afirmou que a técnica tem grande eficácia e produz resultados rápidos.

Márcia é coordenadora de políticas estaduais na área

Atualmente há 29 PICs aprovadas através de portarias, como a acupuntura, homeopatia, fitoterapia, meditação, yoga, reike, musicoterapia, entre outros. Em 2013 uma portaria aprovou a valorização dos saberes populares como práticas de cuidados: benzedeiras, raizeiros, parteiras, práticas de terreiros de matriz africana, indígenas e outras.

O objetivo da palestra foi difundir a prática à comunidade rosariense e estimular a implantação no município através do Sistema Único de Saúde (SUS). As PICs podem atender à atenção básica, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), à média complexidade, nas policlínicas do SUS, e à alta complexidade, nos hospitais.

Segundo a palestrante, a Organização Mundial de Saúde (OMS) incentiva seus países membros a promover esse tipo de atendimento nas comunidades. No Brasil, uma portaria foi aprovada em maio de 2006 referentes às políticas públicas na área no SUS. No Rio Grande do Sul, há a Política Estadual das Práticas Integrativas (Pepic) desde 2013.

Márcia também é assessora parlamentar do deputado federal Giovani Cherini (PR), o qual é presidente de frente parlamentar de PICs. Tramitam na Câmara de Deputados quatro Projetos de Lei que visam regulamentar outras quatro profissões, são elas: Ayurveda, Arteterapeuta, Naturólogo e Terapeuta Floral.

Leia mais notícias da editoria Cidade

Antes de dar início à palestra, a prefeita municipal, Zilase Rossignollo (PTB), explicou que a ideia da palestra surgiu a partir de um encontro com Cherini. “Nós abraçamos a ideia e gostamos de trazer a pauta a vocês para pensarem e verem se é importante ou não trazer essas práticas para o município. Não é uma ideia impositiva, é para que vocês pensem se vale a pena ou não implantar essa linha de trabalho”, disse a prefeita.

Reportagem e fotos: Larissa Hummel / Gazeta de Rosário

Deixe uma resposta

Top