Prestação de contas e relatório de atividades do HCNSA em 2017 são expostos em Assembleia
Você Está
Início > Notícias > Cidade > Prestação de contas e relatório de atividades do HCNSA em 2017 são expostos em Assembleia

Prestação de contas e relatório de atividades do HCNSA em 2017 são expostos em Assembleia

Na última terça-feira (15), o relatório de atividades de 2017 e a prestação de contas deste período do Hospital de Caridade Nossa Senhora Auxiliadora (HCNSA) foi apresentado em Assembleia Geral Extraordinária. Na reunião, também foram debatidas as metas para 2018 e discutidos demais assuntos de interesse da casa de saúde. Os números expostos referentes ao ano anterior foram aprovados por unanimidade pelos representantes das entidades sócias do hospital.

Na ocasião, o provedor do HCNSA, Paulo Fernandes, destacou que a instituição atua com um déficit mensal que gira em torno de R$ 200 mil. Segundo ele, isso acontece muito em função dos atrasos nos repasses do governo do estado. Além disso, o balanço financeiro encerrado em 31 de dezembro de 2017 indica um prejuízo de quase R$ 2,4 milhões na instituição filantrópica. “Esse prejuízo vem se acumulando desde 2015, 2016 e 2017. O último balanço equilibrado que o hospital teve foi em 2014, onde ele fechou com uma situação de estabilidade”, explicou Fernandes.

Leia mais notícias da editoria Geral

Paulo destacou ainda que o desafio é grande. “Estamos priorizando o bom funcionamento do hospital, mantendo o hospital de portas abertas e tentando recursos junto ao Governo Estadual e Federal, junto às secretarias de assistência social, para que a gente possa fazer frente junto às demandas e despesas”, destacou.

Sobre o acúmulo de dívidas entre os anos de 2015 e 2017, o provedor explica que nesse período houve algumas quebras de convênio do Sistema Único de Saúde (SUS) em relação ao hospital. “Baixou valores, fazendo com que o hospital sofresse uma perda irreparável”, ressaltou. Além disso, segundo ele, o aumento de mais de 30% nos funcionários nesses três anos também colaborou para o balanço negativo.

Fernandes, que reassumiu a provedoria do hospital em dezembro de 2017, comentou que, na sua visão, a principal realização da gestão anterior foi manter a instituição funcionando. “O hospital funcionou, atendeu todo mundo, pagou funcionários, pagou médicos. Enfim, dentro da condição que a prefeitura tinha para reger os destinos do hospital, eu creio que ela fez um bom trabalho”, concluiu.

Leia mais notícias da editoria Política

Durante a assembleia, também estava prevista a votação dos salários do provedor e vice-provedor do HCNSA, que acabou sendo adiada. “Embora haja um parecer e um entendimento que a Assembleia é soberana para votar o salário dos membros da diretoria (…), a Assembleia julgou que seria mais coerente uma modificação estatutária”, explicou Fernandes. Uma comissão composta por cinco membros, junto com o contador do hospital, foi nomeada para elaborar o novo estatuto que contemple com mais abrangência as funções da provedoria, bem como seu salário. O grupo tem o prazo de 30 dias para criar esse estatuto e, posteriormente, ele deve ser votado em nova assembleia.

Reportagem e fotos: Dyuli Soares / Gazeta de Rosário

Deixe uma resposta

Top