Você Está
Início > Notícias > Rosariense é vítima de crimes virtuais e homofobia

Rosariense é vítima de crimes virtuais e homofobia

Um rosariense foi vítima de crimes virtuais, além de satirização e homofobia. Uma ocorrência foi registrada na Polícia Civil que investiga a autoria do compartilhamento de fotos e montagens que circulam em redes sociais.

O registro foi feito na noite de segunda-feira (17) no Plantão de Pronto Atendimento da DPPA de Rosário do Sul. A vítima informou que entre os dias 10 e 17 de junho foram disseminadas fotos e montagens obscenas envolvendo reproduções de um vídeo comercial feito por ele e fotos de outro homem. Ele alega que as imagens foram divulgadas sem sua autorização.

A vítima requereu a investigação policial para a identificação dos autores do crime. Cópias das sátiras foram entregues na Polícia Civil e anexadas a ocorrência.

Leia mais notícias da editoria Polícia 

O rosariense realizou uma postagem em suas redes sociais informando do registro da ocorrência policial e da busca pelos responsáveis pelo crime virtual. Em contato com a Gazeta, ele destacou que já conversou com sua advogada e lembra que foi vítima do mesmo crime virtual que originou a Lei Brasileira 12.737/2012, conhecida como Lei Carolina Dieckmann, que promoveu alterações no Código Penal, tipificando os delitos ou crimes informáticos.

Dentro da Lei Carolina Dieckmann estão os delitos de invasão de dispositivo informático alheio, conectado ou não a rede de internet, mediante violação, para adulterar ou destruir dados ou informações sem autorização expressa do titular do dispositivo, cuja pena é de três meses a um ano e multa.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Top