Você Está
Início > Notícias > Cidade > Rosário do Sul ainda não atingiu meta de vacinação da polio e sarampo

Rosário do Sul ainda não atingiu meta de vacinação da polio e sarampo

O prazo para fazer a vacinação contra a poliomielite e sarampo foi prorrogado em todo o território nacional, visto que muitos municípios e estados brasileiros não atingiram a meta. Em Rosário do Sul, quase 77% das crianças com idade entre um ano a menos de cinco anos, receberam as vacinas.

Das 1.952 crianças que deveriam receber as doses aqui no município, 1.509 foram imunizadas contra a pólio, o que representa 77,31%; e 1.510 tomaram a dose contra o sarampo, ou seja, 77,36% da meta.

Com o período estendido, será possível fazer as duas vacinas até o dia 14 de setembro, na rede pública de saúde. Até o momento, mais de 1,3 milhão de crianças não recebeu o reforço dessas vacinas. Os dados divulgados pelo Ministério da Saúde apresentam os estados que já atingiram a meta: Amapá, Santa Catarina, Pernambuco, Rondônia, Espírito Santo, Sergipe e Maranhão. O Rio de Janeiro continua com o menor índice de vacinação, seguido por Roraima, Pará, Piauí, Distrito Federal, Acre, Bahia, Rio Grande do Sul, São Paulo, Alagoas, Rio Grande do Norte e Amazonas. Em todo o país, foram aplicadas mais de 19,7 milhões de doses (cerca de 9,8 milhões de cada).

Leia mais notícias da editoria Cidade

“Estamos dando mais uma oportunidade para que essas crianças sejam vacinadas contra a pólio e o sarampo. Vinte estados ainda não atingiram a meta da campanha. É preciso que os gestores de saúde, bem como pais e responsáveis, se conscientizem da importância da vacinação contra essas doenças. Para estarmos protegidos contra a pólio e sarampo é preciso atingir a meta de 95% nacionalmente”, convoca o ministro da Saúde, Gilberto Occhi.

Vacinas podem ser feitas na Secretaria de Saúde e nas ESFs do município

A Campanha deste ano é indiscriminada, por isso, todas as crianças nessa faixa etária devem se vacinar, independente da situação vacinal. A vacinação em Rosário pode ser feita na Sala de Vacinas na Secretaria de Saúde e também das Estratégias de Saúde da Família (ESFs), enquanto durarem as doses. Com o objetivo de atingir a meta nacional, no dia 15 de setembro será realizado mais um dia D de vacinação, mas na ocasião, as vacinas poderão ser feitas somente na Secretaria de Saúde.

Campanha contra a poliomielite e sarampo

As crianças que ainda não tomaram nenhuma dose da vacina na vida serão vacinadas com a Vacina Inativada Poliomielite (VIP). As crianças que já tiverem tomado uma ou mais doses receberão a gotinha (Vacina Oral Poliomielite – VOP). Em relação ao sarampo, todas as crianças devem receber uma dose da vacina tríplice viral, independente da situação vacinal. A exceção é para as que tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias, que não necessitam de uma nova dose.

O Ministério da Saúde oferta todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Ao todo, são 19 para combater mais de 20 doenças, em todas as faixas etárias. Por ano, são cerca de 300 milhões de doses de imunobiológicos distribuídos em todo o país.

Fotos: Divulgação / Ministério da Saúde

Renato Moraes / Arquivo / Gazeta de Rosário

Deixe uma resposta

Top