Você Está
Início > Notícias > Destaque > Temporal provoca alagamentos e danos em Rosário e região

Temporal provoca alagamentos e danos em Rosário e região

A madrugada desta quarta-feira (9) registrou forte temporal na Fronteira Oeste e na campanha do Rio Grande do Sul. Os volumes de chuva foram altos, causando danos, alagamentos e tempestades elétricas. Em Rosário do Sul, alguns danos foram registrados.

Por volta de 4h da madrugada o temporal, que já atingia Uruguaiana, Alegrete e outros municípios da região, atingiu Rosário do Sul com forte chuva intercalada com ventania e tempestades elétricas. Houve ao menos duas quedas momentâneas de energia elétrica.

A tormenta também causou alagamentos em pontos diferentes do município. O Corpo de Bombeiros atendeu famílias com imóveis alagados e também foi até a região da Cruz de Pedra, BR 290, proximidades da Vanda, onde uma árvore caiu sob a pista de rolamento. No 4° Regimento de Carros de Combate (4° RCC), uma parte do muro frontal, na Rua Amaro Souto, caiu.

Bueiro da estrada do Farrapo, no 5º Distrito foi rompido com o temporal.
Foto: Rogério Fialho / Divulgação

Em pontos do interior havia falta de energia elétrica, como na região do Saicanzinho, divisa de Rosário do Sul e Cacequi. No 5º Distrito Campo Seco, houve o rompimento de um bueiro da estrada do Farrapo, devido às fortes chuvas.

Leia mais notícias da editoria Geral

Até às 9h da manhã desta quarta-feira, em um pluviômetro particular na zona norte do município, havia chovido 118 milímetros. Já na na região de Santa Leonida, no 1º Distrito de Rosário, a chuva já ultrapassava 200mm.

Nos municípios de Uruguaiana, Alegrete e São Francisco de Assis foram registrados alagamentos, quedas de árvores, de postes e danos em silos de grãos, além de destelhamento de imóveis. A chuva foi forte também em Dom Pedrito, de onde vem o Rio Santa Maria.

SAIBA MAIS

A instabilidade com chuvas intensas havia sido prevista pelo Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), cujo aviso de alerta laranja foi publicado pela Gazeta na terça-feira (8). A previsão era de que os volumes de chuva seriam altos com ventos de rajadas com até 100km/h na Fronteira com o Uruguai, que também foi fortemente atingido. Na Argentina, os danos foram bem maiores e os volumes de chuva também, desde a primavera de 2018 até este início de janeiro por conta do fenômeno El Niño.

Imagem do Satélite Goes 16 das 11h desta manha mostrava área de forte instabilidade na região de Rosário do Sul e partes da Argentina e Norte do Uruguai.
Foto: Reprodução / InNMET – Goes 16

Reportagem: Julio Lemos / Gazeta de Rosário
Foto em destaque: Reprodução Whats App

Deixe uma resposta

Top