Você Está
Início > Notícias > Destaque > Quatro pessoas são baleadas durante briga em Rosário do Sul

Quatro pessoas são baleadas durante briga em Rosário do Sul

Uma briga durante a madrugada de domingo (10), em frente à Praça Borges de Medeiros, resultou em quatro pessoas atingidas por arma de fogo e mais duas pessoas feridas. Os disparos teriam sido efetuados por um apenado do presídio local que estava de dispensa, que também ficou ferido.

A ocorrência foi atendida pela Brigada Militar que foi acionada às 3h30 da madrugada de domingo, na rua Voluntários da Pátria. No local, os policiais identificaram algumas das vítimas dos tiros e o suspeito de ter realizado os disparos. Já no Hospital de Caridade Nossa Senhora Auxiliadora (HCNSA), o acusado foi encontrado com vários ferimentos e cortes. Ele foi medicado e confirmou o crime, sendo preso em flagrante.

O homem relatou que ele e sua esposa, de 34 anos, foram agredidos por quatro pessoas, três homens e uma mulher, e que ele revidou utilizando um revólver calibre 38, atirando nos agressores. O revólver usado por ele e quatro cartuchos foram apreendidos.

“Bibo” foi medicado e recolhido ao presídio

Conforme o registro policial, um dos agressores, de 32 anos, foi atingido por um tiro na barriga, enquanto outro, de 30 anos, levou um tiro no ombro direito, ficando ambos hospitalizados em observação. O terceiro homem, de 35 anos, foi atingido em um dos dedos da mão direita e a mulher, de 20 anos, foi atingida na mão direita dela. Os dois também foram atendidos e liberados. A esposa do acusado pelos disparos também ficou ferida após a briga, foi medicada e liberada.

Leia mais notícias da editoria Polícia

O apenado foi preso em flagrante e encaminhado a Delegacia de Polícia juntamente com a arma do crime, onde foi feito o registro por tentativa de homicídio doloso e, após o registro, ele foi recolhido ao Presídio Estadual de Rosário do Sul. Ele já cumpria pena no regime semiaberto por um delito patrimonial e respondia já em liberdade por um homicídio ocorrido em nove de janeiro de 2016.

Foto: Brigada Militar / Divulgação

Deixe uma resposta

Top