Você Está
Início > Notícias > Cidade > Projeto Violão Instrumental promove recital no teatro

Projeto Violão Instrumental promove recital no teatro

O teatro municipal João Pessoa foi palco de um recital de violão de treze alunos do projeto Violão Instrumental, com coordenação de Carlos Orlando Pereira. A ocasião também comemorou o aniversário do teatro.

O evento começou com um breve relato sobre a história do teatro João Pessoa, o qual completa 106 anos no dia 20 de dezembro. A pesquisadora Mara Regina Souza, aluna do projeto, relatou ao público momentos importantes sobre a história do local. Para concluir a homenagem, ela leu uma poesia do poeta Rubem Borges Fialho.

Logo após, teve início o recital, dividido em duas partes: violão instrumental e violão popular, cada uma composta por dez músicas. Participaram da apresentação os alunos Alan Ataides, Alexandre Silveira, Ariele Santos, Daniel Freitas, Eloísa Prates, Enedir Velasquez, Florêncio Acosta, Jordana Ferretti, Mara Regina Souza, Neudi Gonçalves, Roger Gonçalves, Vanderlei da Silva e Yasmin Rodrigues.

A primeira parte teve início com a música Ode To Joy, do compositor Beethoven. As músicas eram apresentadas e contextualizadas historicamente pelo professor do curso. A música Hotel Califórnia, da banda Eagles, contou com a participação especial de Homero Machado, no contrabaixo, José Covalesky, na voz e percussão, e Leonardo na percussão, finalizando a primeira parte do recital.

Leia mais notícias da editoria Cidade

Na parte Violão Popular, os alunos apresentaram músicas de vários gêneros musicais. Começou com o Hino Riograndense e contou com o acompanhamento da plateia. A segunda parte finalizou com a música Querência Amada, de Teixeirinha.

Florêncio no desfile de Sete de Setembro deste ano. Foto: Divulgação

Aos 88 anos de idade, Florêncio Acosta é o aluno mais velho da turma. Em entrevista à Gazeta, ele conta que o que o motivou a aprender a tocar violão, foi o desejo de tocar um hino da igreja que frequenta. Ele começou as aulas no início desse ano. “Eu ouvi o anúncio no rádio e fiquei pensando: eu vou lá, porque eu sou muito aventureiro, vou lá e vou aprender o violão e vou cantar um hino para agradecer a Jesus”, disse Acosta.

Ele conta que nunca havia pensado em tocar violão e que achava que seria difícil, mas disse que teve facilidade em aprender o instrumento. “Eu me sinto bem, parece que até vou aprender”, brinca. “Eu penso assim, o tempo que nós estamos aí, com a idade que eu estou, vou ficar pensando bobagem? Acompanhando política e novela? Eu vou é tocar violão”, conclui.

Reportagem e fotos: Larissa Hummel / Gazeta de Rosário

Deixe uma resposta

Top