Você Está
Início > Notícias > Dois prédios públicos são arrombados

Dois prédios públicos são arrombados

Dois prédios onde funcionam departamentos da Assistência Social e da Saúde foram arrombados em Rosário do Sul nos últimos dias, causando prejuízos.  O primeiro alvo foi o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) localizado junto a escola Leão Warren, no bairro Centenário, zona oeste da cidade, na madrugada do dia 02 de março. O segundo foi o prédio do Estratégia Saúde da Família 3 (ESF), localizado no bairro Vila Nova, zona norte, na madrugada da última terça-feira (07).

No primeiro caso, uma funcionária compareceu à Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Rosário do Sul para registrar o arrombamento do CRAS da zona oeste, administrado pela Secretaria Municipal de Assistência Social. O local teria sido alvo de depredação, com danos à porta de entrada do refeitório, que foi arrombado, além de vidros quebrados no estabelecimento. Do local, os invasores furtaram alimentos, produtos de limpeza e ainda onze toalhas de banho, que são utilizadas pelas crianças amparadas pelo CRAS. Um vigilante constatou o arrombamento que foi comunicado à funcionária.

No outro incidente, o alvo foi o ESF 3 do bairro Vila Nova, que é administrado pela Secretaria Municipal de Saúde. O local atende todos os bairros da zona norte da cidade e fica na Rua Almirante Tamandaré. O fato teria ocorrido na madrugada de terça-feira (07) e foi notado pelos trabalhadores assim que estes chegaram ao local. O registro também foi feito por uma funcionária.

Segundo ela, o vidro de uma janela da cozinha foi quebrado. Do interior do prédio, foram levadas uma pipoqueira elétrica, uma jarra elétrica, uma cuia e uma bomba, uma garrafa térmica e chaves das portas externas da sala de vacinas e de reuniões do posto. Os funcionários encontraram uma faca de cozinha, com 13 cm de lâmina, no local.

Não é a primeira vez que prédios públicos são arrombados na cidade. O CRAS do Parque Ibicuí, também na zona norte, que está em fase final de construção, foi outro local atacado três vezes: duas em 2016 e uma em 2017. Na última invasão, na madrugada de 03 de janeiro, foi furtado todo o sistema de alarme e as portas internas, além de duas caixas de água de 1.000 litros, cada uma.

Deixe uma resposta

Top