Você Está
Início > Notícias > Destaque > Projeto de Lei viabiliza construção de empreendimento imobiliário em Rosário do Sul

Projeto de Lei viabiliza construção de empreendimento imobiliário em Rosário do Sul

Foi aprovado por unanimidade em Sessão Legislativa da Câmara de Vereadores de Rosário do Sul, na última segunda-feira (6), o Projeto de Lei número 44 de 1º de novembro de 2017. O documento cria uma Área Especial de Urbanização Específica (AEUE), para fins de empreendimento imobiliário no município.

Conforme o projeto, a mudança da área, localizada no entroncamento da BR 290 e BR 158, sentido Santana do livramento, se dá devido ao pedido da Abb Incorporadora LTDA. A empresa pretende implantar um novo condomínio residencial, que juntamente com áreas comerciais e de lazer, formarão o Bairro Solar Areias Brancas.

Durante a discussão do projeto na Câmara, o vereador Glei Pacheco (PDT), declarou que Rosário do Sul será, através do PL, contemplado com um investimento que trará desenvolvimento para a cidade sem prejudicar moradores da área rural, visto que o desmembramento será somente da área adquirida pela Incorporadora. “Como foi feito o diagnóstico de que pode ser feito esse desmembramento da área rural somente naquele local, isto não irá atingir os moradores daquela região, motivo pelo qual sou favorável ao investimento que está vindo para Rosário do Sul”, observou ele durante sua justificativa de voto.

O Bairro Solar Areias Brancas foi discutido com a comunidade rosariense em duas Audiências Públicas realizadas pelos Poderes Legislativo e Executivo (foto). Em ambas as ocasiões o Projeto do Investimento foi apresentado pela Incorporadora. Se construído, o Bairro Solar Areias Brancas contará com até 300 unidades habitacionais, um Centro Educacional, área verde, concessão de área para a construção de uma creche, hotel, posto de gasolina e uma área destinada a atividades múltiplas. O custo inicial do projeto, apenas na área habitacional, será de R$ 35 milhões.

Conforme Jubal Joel dos Santos, engenheiro encarregado do projeto Solar Areias Brancas, declarou durante a Audiência promovida pela Prefeitura Municipal, que o início das obras acontecerá assim que a modificação na área for realizada. Já o prazo para a entrega dos apartamentos dependerá da busca de interessados pela aquisição dos mesmos. “Temos que iniciar imediatamente a terraplanagem do terreno. As obras residenciais estão previstas em duas etapas de 150 unidades. A primeira tem prazo de 30 meses. Se tivermos boa receptividade da cidade na aquisição dos apartamentos, anteciparemos o prazo da primeira etapa e logo daremos início na segunda, passando o prazo para 48 meses nas duas etapas”, concluiu Santos.

Reportagem e fotos: Rhayza Moreira / Gazeta de Rosário

Deixe uma resposta

Top